Páginas

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Adolescente morre e três pessoas ficam feridas após veículo capotar e cair em ribanceira na BA-262 - Em Aracatu.

Na madrugada desta segunda-feira (6), um grave acidente deixou duas pessoas mortas e três feridas, na BA-262 km 38 entre, os municípios de Aracatu e Vitória da Conquista, no sudoeste baiano. De acordo com informações da PRE (Polícia Rodoviária Estadual), um veículo de passeio com placas de Jequié capotou, saiu da estada e depois caiu em uma ribanceira. A adolescente de 14 anos, Jamile Ramos de Jesus e um homem não identificado, não resistiram aos ferimentos e morreram no local. 

Os corpos foram removidos pelo DPT (Departamento de Polícia Técnica) e em seguida encaminhados ao IML (Instituto Médico Legal). Conforme a PRE, Cleyton Alves da silva, 29, Valdelizia Broto Rocha 21, e, Rogério Viana de Souza foram resgatados ainda com vida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Parte das vítimas foi encaminhada para o Hospital de Base de Conquista, outras para o Hospital São Vicente. (R7)

Trio é preso por vender 'brigadeiro mágico' feito com maconha - No Rio de Janeiro.

A polícia prendeu três pessoas que vendiam brigadeiros de maconha no bairro da Lapa, no Rio de Janeiro. O trio foi abordado por policiais militares da Operação Lapa Presente - que faz a segurança da região a pé, de bicicletas e em carros. Segundo a polícia, cada doce era vendido por R$5.Os suspeitos foram abordados na Rua Gomes Freire esquina com a Avenida Mem de Sá, no sábado (4). 

Segundo o Jornal Extra, ao ser indagados sobre o nome “brigadeiro mágico”, os suspeitos revelaram que o doce era feito com maconha. O produto foi encaminhado para Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), que comprovou que havia maconha nos doces. O caso foi registrado na 5ª Delegacia de Polícia (DP/Mem de Sá) e os detidos devem responder por venda de alimento impróprio para consumo. Com o grupo foi encontrado R$ 800.

Burocracia atrasa liberação de remédios à base de maconha, diz cientistas.

Deixar de fornecer remédios à base de substâncias derivadas da maconha é uma crueldade contra pacientes que têm doenças crônicas. A opinião é do neurocientista Sidarta Ribeiro, um dos mais importantes pesquisadores da área, professor e diretor titular do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Segundo ele, a maconha é utilizada em vários países para alívio da dor e do sofrimento, mas no Brasil, o uso esbarra em falta de regulamentação e de conhecimento de órgãos de classe, que dificultam o tratamento. “Qual a justificativa para um paciente com câncer terminal, que está morrendo de dor, não ser medicado? [Ao não aceitar o uso de remédios da planta] a medicina brasileira vai ficando para trás”, afirmou Ribeiro, na última quinta-feira (2), no Seminário Internacional Maconha: Usos, Políticas e Interfaces com a Saúde e Direitos, organizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e pela Escola da Magistratura do Rio de Janeiro (Emerj). 

O evento reuniu médicos, especialistas, juristas e associações de apoio à pesquisa e a pacientes que fazem uso da maconha. Atualmente, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) só permite a importação de uma única substância da maconha das mais de 80, o canabidiol, com base nos pedidos médicos. Dessa forma, restringe o uso da própria substância por não fazer controle de qualidade e por não regular a produção nacional, que poderia baixar custos. Segundo a organização Apoio à Pesquisa e Pacientes de Canabis Medicinal, as doses importadas chegam a custar entre R$ 1,5 mil e R$ 15 mil. “O medicamento que estamos importando é vendido fora do Brasil como suplemento alimentar, ou seja, não tem controle farmacológico nacional sobre ele e não sabemos efetivamente o que estamos utilizando, temos que nos basear na boa fé”, relatou o médico Ricardo Ferreira, especialista em coluna, que tem feito uso do canabidiol com sucesso, em pacientes crônicos. Ele defende que a Anvisa crie regras para controle da produção e também para os clubes de autocultivo. Na medicina, outra mudança recomendada pelos especialistas para facilitar o acesso a tratamentos com medicamentos à base de substâncias da maconha é a flexibilização de norma do Conselho Federal de Medicina (CFM), de 2014, que só permite o uso do canabidiol em crianças e adolescentes com epilepsia e que não respondem ao tratamento convencional. 

“Não há comprovação científica suficiente para que o CFM reconheça esse fármaco como eficiente”, alegou o conselheiro da entidade, Salomão Rodrigues. Ele diz ainda que há possibilidade de substâncias presentes na maconha, como o THC, provocarem efeitos psicóticos. Sidarta Ribeiro discorda do CFM e diz que centenas de estudo atestam a utilização segura de remédios de maconha na Europa, nos Estados Unidos e em Israel. O país do Oriente Médio, por exemplo, prescreve substâncias in natura na forma de óleo, fumada, vaporizada e em alimentos, como biscoito. “As pessoas não estão acompanhando a literatura [científica], estão ignorando uma quantidade enorme de evidências para empurrar decisões”, criticou. 


O diretor do Instituto do Cérebro também explicou que todas as substâncias têm grupos de risco e perigos relacionados à dosagem acima das prescrições. “Das substâncias que temos, a maconha é uma das mais seguras, a sobredose não mata, como mata a de dipirona”, exemplificou. Para o cientista Elisaldo Carlini, um mais respeitados pesquisadores de drogas no Brasil, há 62 anos, o que atrasa o uso da maconha medicinal no país são mitos e preconceitos, incluindo aqueles de fundo racista. “O preconceito racial nesse país chega a tal ponto que hoje preconceito se alimenta de preconceito”, afirmou ele, que também participou do seminário. “E preciso mais pressão popular para o Brasil usar algo que o mundo já usa”, acrescentou. 

Para autorizar o plantio de maconha para pesquisa e para o uso medicinal, a Anvisa pretende montar um grupo de trabalho e elaborar uma regulamentação específica, com a participação de órgãos de governo, como a Polícia Federal, além de pesquisadores. “Pretende-se ainda ampliar a participação após a evolução das atividades, que se encontram na fase inicial, por meio de convites a outros órgãos e instituições”, informou em nota enviada à Agência Brasil. Em relação ao uso de medicamentos com substâncias da cannabis, a agência explicou que analisa pedido para autorizar o uso de remédios à base de canabidiol e tetra-hidrocanabinol (THC), mas não esclareceu se os remédios serão com a substância in natura ou sintética, que é feita em laboratório.G1

Garoto sofre corte no pescoço ao manusear linha de pipa - Em Salvador.

Um garoto de oito anos sofreu um corte no pescoço ao manusear a linha de uma pipa, em Salvador. Segundo informações da assessoria de comunicação do Hospital do Subúrbio, obtidas nesta segunda-feira (6), o menino está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica. A situação aconteceu no domingo (5). Segundo a hospital, após o acidente, a vítima foi levada para o Hospital Geral Ernesto Simões Filho. 

Em seguida, o garoto foi transferido para a unidade do Subúrbio, onde foi submetido a uma cirurgia. O quadro clínico é estável, com evolução, informou a assessoria. Ainda não há previsão de alta. O hospital não soube informar os detalhes do local e as circunstâncias do acidente. O G1 tentou contato com a família do garoto, mas não obteve êxito até o momento.

Prefeitura autoriza concurso público para 500 vagas - Em Castro Alves.

Atendendo às expectativas, o prefeito Cloves Rocha autorizou a realização do concurso público para 500 vagas em diversas áreas, destinadas a todas as secretarias do município.  A autorização foi realizada por meio da lei municipal de nº749/2015, aprovada pela Câmara Municipal. Nos próximos dias a Secretaria de Administração, Finanças e Planejamento dará segmento aos preparativos do concurso, incluindo a elaboração do edital e a escolha da banca organizadora.  

Para ter acesso à lei e demais informações sobre o concurso basta acessar o site: www.castroalves.ba.gov.br, todas as informações estarão disponíveis no diário oficial do município. Entre os cargos disponíveis estão: Auxiliar administrativo, agente arrecadador, fiscal de tributos, agente de trânsito, telefonista, agente de controle interno, engenheiro agrônomo, técnico agrônomo, agente de campo, assistente social, psicólogo, motorista, orientador social, auxiliar de serviços gerais, vigilante, merendeira, professor nível I, porteiro, gari, pintor, marceneiro, pedreiro, operador de motoniveladora e pá carregadeira, enfermeiro, médico veterinário, técnico de informática, agente comunitário de saúde e agente comunitário de endemias.

Homem confessa ter esquartejado e escondido corpo de professora universitária - Em Paracambi-RJ.

Um homem confessou ter esquartejado e escondido o corpo de uma professora universitária em uma caixa d'água no município de Paracambi, Baixada Fluminense. Geovane Breia disse que tinha um relacionamento amoroso com Andreia Oliveira Pinto e teria brigado com ela por ciúmes no dia 30 de junho. O suspeito afirmou que socou a mulher na altura do pescoço e, após mais socos, ela teria caído no chão e batido com a cabeça. Sem saber o que fazer com o corpo, ele resolveu cortá-lo em partes, na madrugada do dia 2 de julho, por volta das 3h da manhã.

De acordo com o delegado da DHBF (Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense), Breia cortou os membros superiores, inferiores e também o umbigo. Ele envolveu as partes em lençóis e colocou dentro de uma caixa d'água para tentar se esquivar do crime.O suspeito foi encontrado foragido na casa de um amigo no bairro de Colubandê, em Niterói, região metropolitana do Rio, neste domingo (5). Ele estava com pertences que havia roubado da moça.Na noite de sábado (4), equipes da Divisão de Homicídios foram acionadas para ir até a residência onde estava o corpo. 

Por meio da perícia e de investigações, os agentes chegaram até Breia, que foi detido com mandado de prisão temporária por homicídio. Ele não tem antecedentes criminais, mas a polícia trabalha com a hipótese de que o suspeito venha a confessar outros casos.Os dois teriam se conhecido pela internet. Após prestar depoimento, Breia será encaminhado para o complexo penitenciário.(R7)

Traficante é preso na Rua da Banca - Em jequié.

No último sábado (04), por volta das 19h20min, Policiais Militares da Companhia de Emprego Tático Operacional(CETO), detiveram no Bairro do Jequiezinho, em Jequié, Ederlan de Almeida Santos(20), por tráfico de drogas. 

Segundo consta no relatório policial, os militares da CETO realizavam rondas ostensivas quando flagrou o envolvido, nas imediações da Rua da Banca, com 39 pedras de crack, três pinos de cocaína, três trouxas de maconha e um pedaço maior da mesma droga, além de vários cartões de crédito e um Registro Geral. 

O 19° BPM informou que Ederlan de Almeida Santos foi conduzido para a delegacia, onde foi apresentado à autoridade judiciária competente, juntamente com o material apreendido, para as providências cabíveis.DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PM

Preso elemento que assaltou a Farmácia 24 Horas - Em Jequié.

Por volta das 23h:50 min., deste sábado ((04). Policiais Militares da Companhia de Emprego Tático Operacional(CETO), detiveram no Bairro do Mandacarú, em Jequié, Leandro Alves de Brito(29), por ter assaltado, minutos antes, a farmácia 24h, localizada na praça Ruy Barbosa, em Jequié.

Segundo consta no relatório policial, os militares da CETO realizavam rondas preventivas, quando foram interpelados por um dos funcionários da farmácia, que passou a relatar o assalto ocorrido por volta das 23h15min do mesmo dia. Os militares após acessarem as imagens do circuito interno de monitoramento da própria farmácia, desencadearam uma operação com a finalidade de localizar e deter o assaltante. Poucos minutos depois, os policiais militares lograram êxito na busca, efetuando a detenção de Leandro Alves de Brito, na Rua Bruno Neto, no Bairro do Mandacaru, conseguindo recuperar a quantia de R$ 992,00 reais e ainda apreender o simulacro de arma utilizado no assalto.

O 19° BPM informou que o envolvido após ser reconhecido pela vítima, foi conduzido para a delegacia, onde foi apresentado à autoridade judiciária competente, juntamente com todo o dinheiro recuperado, além do simulacro de arma apreendido, para as providências cabíveis.DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PM

Dois menores são apreendidos com pistola cal.380 - Em Jequié.


Por volta das 22h, deste domingo (05), Policiais Militares da 1ª CIA PM de policiamento ostensivo do 19° BPM, aprenderam dois menores por porte ilegal de arma fogo, no centro de Jequié. Os militares realizavam rondas preventivas, quando nas imediações da Rua Barbosa de Sousa, flagraram os menores D.S.A(17) e M.V.S.S.(16), com uma pistola cal.380. 

Segundo o 19° BPM, os menores infratores foram apresentados à autoridade judiciaria competente na sede da 9ª COORPIN, para a aplicação das medidas previstas em lei.DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PM

Três jovens são executados e um fica ferido no distrito de Barrolândia - Em Belmonte.

Uma chacina deixou chocada a população de Barrolândia, distrito de Belmonte, na noite deste domingo (05). Três jovens foram mortos e outro ficou ferido, por volta das 20h30, no bairro Campo do Hernandes. Segundo populares, os mortos são todos jovens. O mais novo tem em torno de 13 anos. 

Um morador relatou para a reportagem do Radar 64 que ouviu em torno de 30 tiros. Os assassinos - conforme os relatos, estavam de moto. A polícia ainda não informou para qual hospital o sobrevivente da chacina foi levado. A gravidade dos ferimentos também é desconhecida.Foto:Radar 64


Coelhinha da Playboy é presa por participar de cinco assassinatos.

A modelo Slobodanka Tosic, 29 anos, da Bósnia e Herzegovina, que já foi miss e “coelhinha” da revista Playboy de seu país, foi presa por envolvimento em cinco assassinatos e diversos roubos que totalizam o equivalente a quase R$ 10 milhões. Atualmente, Slobodanka participava da versão sérvia do reality show Survivor. Segundo informações do site de notícias bósnio Klix, ela foi detida na Croácia e extraditada para a Bósnia e Herzegovina. 

As investigações em seu país natal apontam que ela tem ligação com um grupo de 32 pessoas acusadas de participar dos crimes. A modelo, que namora um homem identificado como Darko Elez, a quem é atribuído a liderança de uma quadrilha violenta que atua na Bósnia, é apontada pela polícia como figura central nos crimes. Ele já cumpriu pena por homicídio e assalto. 

Americano utiliza legalização do casamento homoafetivo para pedir direito a ser bígamo.

Um norte-americano recorreu à Justiça de Montana (EUA) para ter o direito de ter duas esposas. Elas são irmãs. A justificativa usada por Nathan W. Collier é a recente decisão da Suprema Corte dos EUA, que legalizou o casamento homoafetivo em todo o país. "Trata-se de igualdade matrimonial. Você não terá isso sem a poligamia", disse ele à Associated Press. O primeiro casamento de Nathan aconteceu em 2000. Ele se juntou legalmente a Victoria. 

Já em 2007, o americano fez uma cerimônia religiosa para oficializar a união com Christine, então sua cunhada. O casamento não tem efeito legal, já que a bigamia é proibida no estado. Inicialmente, os funcionários do tribunal negaram a petição, pois Nathan já é casado. Pegando carona na legalização do casamento homoafetivo, o triângulo decidiu enviar o pedido a um advogado. Ainda não há parecer.

E-mails usados para prender Marcelo Odebrecht citam consultor ligado ao PT e Wagner.

A troca de e-mails usada pela Justiça para prender o empresário Marcelo Odebrecht revelou a participação de um consultor ligado à Central Única dos Trabalhadores (CUT) e do PT, André Luiz de Souza, que é investigado por irregularidades em investimentos feitos com recursos do FGTS. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, as mensagens mostram que executivos da empreiteira Odebrecht relatam a Marcelo conversas com “André” e mencionam sobrepreço no contrato de operação de sondas da Petrobras. Essa citação fez o juiz Sérgio Moro a concluir que o ex-diretor presidente do grupo sabia do suposto esquema de corrupção na companhia e a ordenar sua prisão. Para a PF, o “André” citado nos  e-mails seria funcionário da Odebrecht ou poderia ser o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, sócio da empresa de sondas de petróleo Sete Brasil. 

No entanto, a própria empreiteira informou que tratava-se de André Luiz de Souza, dono da Ask Capital, consultoria que estaria representando grandes empresas interessadas em se instalar em um pólo industrial na Bahia, próximo ao Estaleiro Enseada Paraguaçu, do qual as construtoras são acionistas Odebrecht, OAS e UTC. Segundo Folha, quando ocorreu a troca de e-mails, em março de 2011, André atuava na negociação da criação do pólo industrial com empreiteiras do Enseada e, ao mesmo tempo, fazia parte do comitê de investimentos do FI-FGTS, fundo que aplica os recursos do trabalhador em projetos de infraestrutura. 

Quatro meses depois da troca de mensagens, André renunciou após suspeitas de um esquema de favorecimento de empresas no investimento do FGTS, entre elas a Odebrecht. Nos e-mails, os executivos da companhia mencionam o então governador da Bahia, Jaques Wagner, e a presidente Dilma Rousseff., por meio de siglas: JW e DR. Em um dos textos, Marcelo pedem cuidado sobre o que era falado sobre André, porque poderia chegar ao governador. “Com Andre temos que deixar as portas abertas para sempre fazer na Bahia tudo que puder. Deixando claro que qualquer outra opção eh backup. Pois vai chegar no ouvido de JW”, diz a mensagem, que também cita a conversa com DR foi adiada. 

Segundo Folha, Wagner acompanhava o assunto de perto e ficou furioso quando o Enseada perdeu o primeiro lote de sondas da Petrobras para o estaleiro Atlântico Sul, em Pernambuco. Ainda de acordo com Folha, o atual Ministro da Defesa já havia tomado providências para garantir a liberação rápida de licenças ambientais tanto para o estaleiro quanto para o pólo industrial. 

Empresa é condenada por admitir e dispensar empregado no mesmo dia.

A Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) manteve o valor da indenização a ser paga pela RH Center Trabalho Temporário a um auxiliar de enfermagem que foi dispensado no primeiro dia de emprego. Ele pediu aumento do valor fixado alegando que foi vítima de discriminação racial, mas para o relator do recurso, ministro Walmir Oliveira da Costa, nada sobre esta questão foi comprovado nas instâncias anteriores. 
 
Após passar por todo processo seletivo e ter a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) assinada para prestar serviços por 90 dias para a Berneck S/A Paineis e Serrados, o trabalhador alegou que ao chegar para cumprir a jornada foi dispensado, sem justificativa plausível. Ao pedir indenização, disse que ter anotado na carteira a data de admissão e demissão no mesmo dia ensejaria em outros contratantes uma incerteza sobre sua competência.
 
Em defesa, a RH disse que após o tramite da contratação, a empresa tomadora de serviços informou que a vaga havia sido cancelada e sustentou que não houve ilegalidades na dispensa, uma vez que o contrato temporário pode durar de um dia até três meses. Em depoimento, representantes da Berneck alegaram que a vaga não foi extinta e sim preenchida por outra profissional.
 
Ao analisar o caso, o Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região (PR) entendeu que a admissão e a dispensa na mesma data pode motivar discriminação e desconfiança no meio profissional. Entretanto, reduziu a indenização arbitrada em sentença de R$ 10 para R$ 2 mil.
 
Ao recorrer da decisão ao TST, o trabalhador pediu que a sentença fosse restaurada alegando ter sido vítima de discriminação racial. Mas para o relator, ministro Walmir Oliveira da Costa (foto), o regional limitou-se a reconhecer a existência de discriminação no âmbito de atuação profissional e não sobre discriminação racional. "Sem perder de vista, ainda, que o autor já obteve novo emprego," disse ao não conhecer do recurso. A decisão foi unânime.Fonte:Bahia Noticias


Mulher é assassinada com 15 tiros próximo a Penitenciária Lemos de Brito - Em Salvador.

Uma mulher foi morta, neste domingo (5), com cerca de 15 disparos no bairro de Mata Escura, próximo à Penitenciária Lemos Brito. Testemunhas informaram ao jornal Correio que a vítima estava dentro de um veículo quando dois motociclistas se aproximaram e efetuaram os disparos. De acordo com a polícia, Vanda Vasconcelos, que era mãe de um interno da unidade prisional, foi atingida por uma pistola 9 mm. Uma equipe do Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi enviada para perícia do crime que ainda não tem suspeitos.G1